Grupo JAP Engenharia

Pesquisar
Close this search box.

Quando as construções estão em curso, muitas atividades são feitas. Uma delas é o gerenciamento de obras. Fundamental para que a qualidade seja mantida, esse gerenciamento não pode deixar de ser feito. 

De acordo com uma pesquisa da Autodesk & Dodge Data & Analytics, 60% dos empreiteiros concordam que os problemas de coordenação e comunicação entre os membros da equipe do projeto afetam muito uma construção. E melhorar isso é uma das tarefas de um gestor.

Assim, para entender melhor a importância e os passos dessa etapa, preparamos um artigo completo para você. Continue lendo para descobrir mais sobre o assunto. 

O que o gerenciamento de obras faz? 

O gerenciamento de obras tem o foco na execução do projeto como um todo. Ou seja: é ele quem garante que os processos andem como devem andar. 

Até porque, a construção civil é uma área de extrema importância, onde não podem haver erros. Dessa forma, esse é um desafio tanto para arquitetos quanto para engenheiros, seja em pequenos ou grandes empreendimentos. 

Hoje em dia, inclusive, a gestão de obras é feita com o auxílio de tecnologias e sistemas. 

Sendo assim, esse gerenciamento atua com os recursos (materiais e financeiros) e o tempo para executar o cronograma planejado. Tudo isso evita falhas e até mesmo investimentos desnecessários. 

Outro ponto muito importante que a gestão de obras deve se atentar é o gerenciamento de equipe. Dessa maneira, é possível coordenar, avaliar e escolher profissionais de qualidade para o trabalho. 

Aliás, isso é tão importante que está presente em lei (5.194/96). Ela atribui a função a arquitetos e engenheiros civis.

Como fazer o gerenciamento de obras?

Durante a gestão de obras, estabelecem-se metas para serem alcançadas. Por conta disso, há objetivos e estratégias que permitem esse caminho. Isso vai desde o planejamento até a conferência de uma obra pronta.

Algumas das etapas que podem ser destacadas para o gerenciamento de obras são: 

  • Detalhamento e cumprimento de orçamento;
  • Contratação mão de obra especializada;
  • Segurança do trabalho;
  • Direcionar a obra conforme planejamento;
  • Gerenciar entregas;
  • Fiscalizar os processos; 
  • Definir e manter recursos;
  • Evitar desperdícios;
  • Análise da obra pronta. 

A importância de um gestor

Apenas olhando as tarefas de um gestor de obras citadas acima, é possível compreender que essa função é fundamental em uma construção. Caso contrário, a coordenação dentro do escritório e do canteiro estará perdida. 

Além disso, o auxílio da tecnologia acaba sendo importantíssimo nesse momento. Até porque, o trabalho é enorme para que uma pessoa sozinha possa se responsabilizar. 

Outro ponto importante é que um bom gerenciamento de obras também pode melhorar a produtividade no trabalho.

Mais vantagens que a gestão de obras de qualidade traz são: 

  • Redução de custos;
  • Antecipação de problemas;
  • Entregas dentro dos prazos;
  • Melhoria no relacionamento da equipe.

Como fazer um bom gerenciamento de obras?

“Ok, já entendemos a importância e as vantagens. Mas como fazer o gerenciamento de obras?”. Essa é a pergunta que não quer calar, né? 

Fazer um bom gerenciamento de obras é planejar com qualidade, fazer gestão de equipes, comunicação, monitoramento, relatórios e, claro, estratégias antecipadas para lidar com imprevistos. 

Cada tipo de construção pede um tipo de gestão. Dessa maneira, não há uma regra específica para todas elas. O importante é ter um gerenciamento de obras de qualidade para que nada saia do controle. 

Últimos Artigos

Categorias

Tudo sobre Construção Civil.
Um gerenciamento de obras bem feito garante muita qualidade e sucesso para uma construção. Sem ele, tudo pode sair do controle.